English
Rabeca.org
Mbya Guarani: sr. Augusto - Confecção de violão, corda de tripa e rawé

Mbya Guarani: sr. Augusto

Confecção de violão, corda de tripa e rawé (2008)

Agora cedro se tivesse, era muito melhor, eu acho né. Eu me lembro mais ou menos, eu conheci um guarani que fazia violão. Agora a corda, também não é, não é assim “de fora”. Eles usavam, não sei de que bicho, tiravam a tripa e secavam para fazer a corda do violão. Parece que é a tripa de irara, parece que foi irara. É um bicho que nem um cachorro do mato, bem preto, não é muito grande, se chama irara. Eu vi um que fazia antigamente, eu era muito pequeno e eu não aprendi. Mas depois daquela vez, ninguém fazia mais, tinha um, era só um que fazia, para usar na opy que eles faziam. Agora daqui para frente, ninguém mais se interessa. Se interessa assim, mais por coisa de branco, acha que é mais fácil e tudo (para comprar). Tem o meu irmão que faz rawé, bonito ele faz. Rawé é mais fácil, a madeira não precisa ser tão grande, é pequeno mesmo. Mas é bom aprender a fazer alguma coisa também, né? Não me lembro tão bem. É porque os Mbya sempre usaram o mbaraka, tem um outro tipo de índio, que é guarani também, mas ele é um pouco diferente, são aqueles que só usavam o chocalho, na opy mesmo, não tocavam violão nenhum. Os Xiripa que eu vi usavam mais o chocalho, eu quando fui lá perto de Foz do Iguaçu, tem um lugar chamado são Miguel do Iguaçu, ali que tinha os xiripá, eles usavam mais chocalho mesmo, mbaraka mirin. Aqui também a gente usa mbaraka mirin, mas companhando o violão.

Fonte:

Mais informações:

http://www.artes.ufpr.br/mestrado/dissertacoes/2009/mbaraka.pdf

Indice = 161

Deixar Comentário