English
Rabeca.org
Juvenal Antônio dos Santos - Grupo de Juvenal Antônio dos Santos

Juvenal Antônio dos Santos


Foto: Juvenal, Luís, Eugênia (tipe), Coutinho e Silvério. Reis. Ubatuba. 7-2-1960

Grupo de Juvenal Antônio dos Santos (1960)

Os instrumentos eram duas violas, violino (rabeca), pandeiro, aos quais se juntou uma mulher fazer o "tipe".

...

Não encontramos entre eles a rabeca, como esperávamos, mas o violino, que é como eles chamam o instrumento. No entanto, conversando com o seu executante, este acabou por dizer que "violino" é como atualmente chamam o instrumento, mas que o nome certo era mesmo "rabeca". Indagado, a seguir, sobre a diferença entre violino e rabeca, ele esclareceu que o violino era um pouco menor, mais baixo e tinha o som "mais fino". Em Ilhabela, havíamos registrado a denominação de "tuberculosa" dada à rabeca e o executante desse instrumento de Ubatuba que esse nome tem sua razão de ser no arco, que é uma peça "fininha" como uma pessoa magra, que está tuberculosa. A rabeca do grupo pesquisado no seu todo se aproximava muito das características do violino. Mas o som era mesma de rabeca, tanto que de inicio tivemos a impressão de ouvir um som parecido ao da viola da orquestra. Esta rabeca, que é de propriedade do chefe do grupo, foi construída em Ubatuba mesmo, por pessoa já falecida, há mais de trinta anos. Os nomes populares das diferentes peças são: pega-mão (braço), tampos (tampos), sobrecabo (espelho), rabicho ou bandeira (estandarte), cavalete (cavalete), alma (alma).

A afinação das cordas é a mesma usada no violino clássico: sol, ré, lá, mi, do grave para agudo. Ultimamente, as cordas vêm sendo adquiridas nas lojas paulistanas e para isso o instrumentista encomenda a qualquer amigo que vá a S. Paulo, para lhe trazer encordoamento e "violino". Também da Capital é o arco que ele usa, agora, em virtude de não mais existir o original.

...

Esta rabeca ou violino, que pertence a Juvenal Antônio dos Santos, e de que já temos feito menção, possui nas suas diferentes partes os seguintes nomes: corpo - parte central do instrumento; tampo de cima e de baixo - as madeiras inferior e superior que constituem o "corpo"; aro - peça que volteia os tampos, fazendo sua ligação; esses - as duas aberturas do tamp de cima; cabo - a parte que nós denominamos braço; sobrecabo - a madeira colocada em cima do braço e que os instrumentalistas profissionais chamam de espelho; cabeça - a parte extrema do instrumento, que alguns designam pelo nome de "caramujo"; cravelhas - a mesma coisa que conhecemos por essa designação; cavalete - peça em que se apóiam as cordas; ponto - ligeira saliência feita na madeira, junto ao fim do sobrecabo, que serve para elevar um pouco as cordas; arco - é o mesmo conhecido arco.

Fonte:

Indice = 206

Deixar Comentário



1 Comentário

15 maio, 2014 às 21:55h
PAULO FELIPE DOS SANTOS disse:

JUVENAL ERA MEU AVÔ PATERNO, TAMBÉM ENCONTRADO NAS PESQUISAS COMO JUVENAL FELIX DOS SANTOS, RABEQUISTA DE UBATUBA.