English
Rabeca.org
Olívio Manuel Benedito dos Santos - Entrevista com Olívio Manuel Benedito dos Santos


Olívio Manuel Benedito dos Santos


Foto: Kilza Setti: Olívio Manuel Benedito dos Santos, Rua Gastão Madeira – Ubatuba, 1981

Entrevista com Olívio Manuel Benedito dos Santos (1981)

Gravação: Kilza Setti

Notas biográficas:

Nasceu na Praia Dura, em Ubatuba, e, por ocasião da pesquisa, residia no Centro da cidade, tinha 75 anos e estava aposentado de seu emprego na fábica de gelo e do cais. Era tocador de viola e rabeca e benzedor. Pertencia a família de músicos: primo de Chico Paulo, Vitô e Jovino Leite; marido de Verginata Correa Leite. Tem interessantes depoimentos sobre:compasso, ritmo e sobre qualidade de som. Diz que teve 3 violinos, todos feitos em Ubatuba.

Entrevista com o rabequista e benzedor Olívio Manuel Benedito dos Santos e sua mulher, Verginata Correa Leite:

Olívio Brás diz que violino e rabeca são a mesma coisa e que não está tocando muito bem, pois os dedos não respondem; tenta tocar o violino, mas reclama. Verginata diz que o violino não quer falar, não tem breu. Olívio diz que não toca mais viola, que dá para reconhecer o jeito de tocar de Ubatuba, mas que os toques de São Sebastião e Ubatuba são iguais, e cantarola o Rosário para demonstrar. Conta que, em São Luís do Paraitinga, na dança, o homem não precisa tirar a dama, mas em Ubatuba, precisa. Diz que, na serra não se dança mais xiba, agora é só baile. Olívio Brás se recorda do passado, quando temperava a viola, e tocava viola e rabeca. Quando questionado sobre o processo de composição, Olívio Brás cita compositores, que têm idéias para as músicas e explica que um músico começa a idéia do verso e outro termina; ressalta que é preciso saber rimar. Diz que, na Folia, inventa-se o verso na toada da Folia; se quiser inventar outra música, pode fazer separadamente. Não sabe a origem do repertório caiçara. Lamenta que, hoje em dia, não se dance mais como antes. Afirma que o xiba tira a doença do corpo, que o xiba foi inventado pelo povo. Não sabe de que país era a Dança de São Gonçalo, mas afirma que, “desde o começo do mundo”, há quem dance xiba. Fala sobre promessas para São Gonçalo e lembra que já cantou em muitas Folias e que só não foi versista, porque não quis. Cantarola um Reis de música, composto por um maestro de Ubatuba, e cita versos “Deus na frente, eu no meio, Pai dá guia atrás, filho da Virgem Maria...”.

Fonte:

Mais informações:

http://www.memoriacaicara.com.br

Indice = 226

Deixar Comentário